INSTITUCIONAL

Diocese de Governador Valadares

A Diocese de Governador Valadares foi criada em 1º de fevereiro de 1956, pela Bula “Rerum Usu”, do Papa Pio XII, com território desmembrado da Arquidiocese de Diamantina e das Dioceses de Araçuaí e Caratinga.
Governaram a Diocese de Governador Valadares os seguintes Bispos: 1º Bispo: Dom Hermínio Malzone Hugo (1957-1976); 2º Bispo: Dom José Heleno (1976-1998); Administrador Apostólico: Dom Emmanuel Messias de Oliveira (1998-2001); 3º Bispo: Dom Werner Franz Siebenbrock (2001-2014); 4º Bispo: Dom Antônio Carlos Félix (2014 – …).
Atualmente, a Diocese de Governador Valadares é formada por 32 municípios: Açucena, Aimorés, Alpercata, Alvarenga, Capitão Andrade, Conselheiro Pena, Coroaci, Cuparaque, Divino das Laranjeiras, Engenheiro Caldas, Fernandes Tourinho, Galileia, Goiabeira, Gonzaga, Governador Valadares, Itanhomi, Itueta, Marilac, Mathias Lobato, Nacip Raydan, Naque, Periquito, Resplendor, Santa Efigênia de Minas, Santa Rita do Ituêto, São Geraldo da Piedade, São Geraldo do Baixio, São José de Safira, Sardoá, Sobrália, Tumiritinga e Virgolândia.
A Diocese de Governador Valadares pertence à Província Eclesiástica de Mariana, junto com a Arquidiocese de Mariana e as Dioceses de Caratinga e Itabira – Coronel Fabriciano. Faz parte do Regional leste II, juntamente com as Províncias Eclesiásticas de Diamantina, Belo Horizonte, Pouso Alegre, Uberaba, Juiz de Fora, Montes Claros e Vitória.
Geograficamente, está situada no Leste de Minas Gerais. Limita-se com as dioceses de Guanhães, Caratinga, Itabira – Coronel Fabriciano, Vitória, Colatina, São Mateus e Teófilo Otoni. Tem aproximadamente 490.700 habitantes numa área de 14.373 km².